UFF e Sebrae promovem segundo Seminário de Tecnologia e Turismo em Niterói

Folder-TECTUR1-210x300-152138

II Seminário Internacional de Tecnologia & Turismo – TECTUR

Data: 12 e 13 de novembro

Local: Auditório do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Águas, está localizado na Rua Professor Edmundo March, s/nº, Boa Viagem, Niterói.

Horário: 12h às 19h

Informações: www.tectur.uff.br

 

Com o objetivo de discutir o impacto das tecnologias no segmento do turismo, a Universidade Federal Fluminense e o Sebrae vão realizar nos próximos dias 12 e 13 de novembro, a segunda edição do Seminário Internacional de Tecnologia & Turismo, TecTur. A abertura oficial do seminário será nas instalações do Núcleo de Estudos em Biomassa e Gerenciamento de Águas, localizado no Campus da Praia Vermelha, em Niterói e vai reunir autoridades do trade como o secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sergio Felix; o presidente da TurisRio, Paulo Senise; o presidente da Niterói – Empresa de Lazer e Turismo, Neltur, José Mauro Haddad; e representantes da Uff.

A edição deste ano vai apresentar o tema “Tecnologia, Atratividade e Diferenciação dos Destinos” e contará com palestras ministradas por referências internacionais no assunto como Dimitrios Buhalis, diretor do eTourism Research, pesquisador do Cento Internacional de Pesquisa para o Turismo e Hospitalidade e professor da Universidade de Bournemouth e Carlos Manuel da Costa, diretor do Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial e Coordenador do Programa de Doutorado da Universidade de Aveiro, em Portugal.

O secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sergio Felix, afirmou que a realização da segunda edição do TecTur representa a consolidação de dois assuntos cada vez mais relacionados na sociedade atual: a tecnologia e o turismo.

– A tecnologia se tornou uma ferramenta essencial para os destinos turísticos. Comprovamos através de uma pesquisa, solicitada por nós à Fundação Getúlio Vargas, que 52,8% dos turistas brasileiros e 31,4% dos viajantes do mercado internacional, utilizam, como fonte principal de informação para organizar suas viagens, a internet. Além disso, é cada vez mais comum os visitantes realizarem a programação de passeios e compras pelos aplicativos disponíveis em cada cidade que visitam. Os temas abordados durante o seminário são fundamentais para entender o funcionamento do mercado turístico na atualidade.

Para Eduardo Vilela, coordenador geral do TecTur e professor da Uff, é fundamental entender os impactos das ferramentas tecnológicas na atividade turística ao redor do mundo. “O evento traz uma nova dimensão das profundas alterações que tem movido a tecnologia e como essas experiências passaram a se relacionar com o turismo” – explicou.

O aumento das práticas de viagens, a flexibilidade e a natureza independente do viajante atual estão determinando qualificadas pesquisas e permanente atualização dos conteúdos programáticos nos estudos do turismo, no qual as tecnologias passam a ter forte influência no desenvolvimento dos destinos e nas preferências do turista.